quarta-feira, 25 de maio de 2011

10% do PIB para a educação

Campanha quer 10% do PIB na educação

 Faça parte desse protesto.


A campanha lançada pela professora potiguar Amanda Gurgel, no programa Domingão do Faustão do último domingo, que pede o investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil na educação, é uma bandeira histórica dos educadores brasileiros, defendida há anos pelas entidades da área de todo o país. Poucas horas depois de ser lançada no programa, a expressão "dez por cento do pib já" figurou no topo da lista dos assuntos mais comentados na rede mocroblogs twitter. Em pleno processo de discussão do Plano Nacional de Educação (PNE), a campanha vem em boa hora para dar visibilidade aos anseios dos trabalhadores em educação e dos vários segmentos que defendem uma educação pública de qualidade.

O texto do projeto de lei nº 8.035, que trata das metas do Plano Nacional de Educação, que irá vigorar de 2011 a 2020, traz a proposta de "ampliar progressivamente o investimento público em educação até atingir, no mínimo, o patamar de 7% do produto interno bruto do país". No entanto, o percentual pleiteado pelos vários segmentos da educação é de 10% imediatamente, vislumbrando chegar a 15% do PIB. Dentre as metas previstas no projeto de lei, estão alfabetizar todas as crianças até, no máximo, os oito anos de idade; oferecer educação em tempo integral em 50% das escolas públicas de educação básica; assegurar, no prazo de dois anos, a existência de planos de carreira para os profissionais do magistério em todos os sistemas de ensino.

De acordo com o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), atualmente o investimento em educação no Brasil gira em torno de 4% a 5% do PIB nacional. Para ele, além do investimento de 10% do PIB na educação, é preciso que se atente para outras discussões. "Tem que ser discutido também como será a repartição desse percentual entre a educação básica e superior. Além disso, é muito importante que exista um monitoramento da aplicação destes recursos", disse.

Para o sindicalista e dirigente do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), Dário Barbosa, esse é o momento apropriado para se resgatar essa bandeira do movimento dos trabalhadores em educação do país. "Essa reivindicação é antiga, mas é importante aproveitar esse momento de visibilidade para dar voz à manifestação popular", disse.

Fonte: http://www.diariodenatal.com.br/2011/05/24/cidades2_0.php
Edição de terça-feira, 24 de maio de 2011
Imagem: http://darcleacardoso.blogspot.com/
Acesso em 25/05/2011

VOCÊ, APOIA ESSA IDEIA?
10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO JÁ.

Segue os endereços para participarmos do abaixo assinado “10% do PIB já”

5 comentários:

Iolanda disse...

Duro é saber que nem o pouquinho que é reservado à educação chega ao seu destino.

palavrasdeumnovomundo disse...

Parabéns pela iniciativa de postar a campanha. Eu já estou participando ativamente dela através do twitter com a tag #dezporcentodopibja e divulgando através do Facebook e emails para todos contatos que tenho.
Aliás, não sei se está sabendo que está correndo um abaixo assinado para petição pública sobre o assunto. Segue o endereço pra você.
Grande beijo amiga.

http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.peticaopublica.com.br%2F&h=056cd

Pati Alves disse...

Oi amiga, valeu a dica, vou citar o enderesso no post. Obrigada, bjs

Rérida Maria disse...

Tem selinho pra vc! Bjs...

Ana Paula Ruggini Zarpelon disse...

Já assinei e indiquei para toda a minha lista de e-mails!! Belo incentivo...

Beijos!